Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > ANAC disponibiliza dados do setor na Copa
conteúdo

Notícias

ANAC disponibiliza dados do setor na Copa

Aeroportos de São Paulo tiveram maior número de voos
publicado: 11/08/2015 10h36, última modificação: 29/09/2017 15h47

Aeroportos de São Paulo tiveram maior número de voos

Brasília, 11 de agosto de 2015 - A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) disponibilizou, em seu portal, o Relatório de Transporte Aéreo na Copa do Mundo FIFA 2014. No período de outubro de 2013 a julho de 2014, a Tarifa Aérea Média comercializada ao público adulto em geral para voos domésticos com origem ou destino nas cidades-sede do evento foi apurada em R$ 320,49, valor inferior às tarifas médias de 2014, que foi de R$ 330,25, e de 2013, da ordem de R$ 347,65  . Entre as 27 capitais brasileiras, São Paulo/SP apresentou o maior número de pousos mais decolagens (53,3 mil) e de embarques mais desembarques (6,226 milhões) durante período do torneio.

O valor médio vendido por quilômetro voado (Yield Tarifa Aérea Doméstico) para voos domésticos na Copa do Mundo foi o menor do que aquele apurado para a Jornada Mundial da Juventude Rio 2013; a Copa das Confederações FIFA Brasil 2013; o período de alta temporada dos meses de dezembro de 2013 e janeiro de 2014; e, ainda, do que aquele vendido durante o período de janeiro a dezembro 2013 para voos em qualquer data e destino. Já a Tarifa Aérea Média Doméstica vendida para a Copa foi inferior ou compatível em todos os cenários avaliados nesse mesmo comparativo.

A maioria dos assentos comercializados no período da Copa (63%) foram vendidos com tarifas aéreas inferiores a R$ 300. Apenas 0,1% foi vendido com valores superiores a R$ 1.500. As tarifas inferiores a R$ 100 representaram 17,9% do total.

O detalhamento das tarifas aéreas médias domésticas vendidas por região do país e por cidade-sede do evento também está disponível no relatório.

Durante o período da Copa do Mundo, a Demanda, em termos de passageiros-quilômetros pagos transportados (RPK), cresceu 12,48%, e a Oferta, em termos de assentos-quilômetros oferecidos (ASK), teve alta de 7,65%, no comparativo com período equivalente de 2013. O resultado foi significativamente superior ao crescimento médio desses mesmos indicadores nos doze meses que precederam o evento, de 2,9% e 4,9%, respectivamente, quando comparados com os mesmos meses do ano anterior.

A Tam registrou a maior participação na demanda por transporte aéreo em RPK no período da Copa, tanto no mercado doméstico, com 37,3%, quanto no internacional, com 18,0%.Já a Gol foi a que apresentou a maior participação na quantidade de passageiros pagos transportados em voos domésticos durante o período da Copa (37,3%).

A taxa de crescimento da demanda por transporte aéreo internacional em RPK registrou forte aceleração durante o torneio, com crescimento de 21,76% em relação ao período equivalente de 2013, representando mais do que o quádruplo da alta de 5,1% verificada na média dos doze meses que precederam a Copa. No entanto, a taxa de crescimento da demanda doméstica registrou forte desaceleração no mesmo comparativo, tendo sido apurada alta de 0,71% no período da Copa contra um crescimento médio mensal de 4,6% verificado nos doze meses anteriores.

A quantidade de passageiros pagos transportados registrou alta de 4,9% e superou 11,5 milhões, com destaque para a alta de 26,7% no movimento de passageiros em voos internacionais, ante modesto crescimento de 0,5% na quantidade de passageiros domésticos.

O número de voos domésticos no período do evento registrou baixa de 6,4% em relação a período equivalente de 2013, tendência esta que já vinha sendo percebida de maneira menos acentuada nos doze meses anteriores, quando foi apurada variação negativa média de 2,6% ao mês. Já o número de voos internacionais cresceu 12,77% durante o evento, representando uma aceleração em relação à alta média de 4,2% verificada doze meses anteriores. No total, houve redução de 4,1% no quantitativo de voos realizados durante o período da Copa.

Outras informações, como a taxa de aproveitamento dos assentos das aeronaves e os dados da movimentação nas principais rotas domésticas e internacionais durante a realização do evento, também estão contempladas no relatório.

Consulte o Relatório Transporte Aéreo na Copa do Mundo FIFA Brasil 2014: Demanda, Oferta e Tarifas Aéreas .

Consulte, também, o Relatório de Tarifas Aéreas de 2014 .

Assessoria de Comunicação da ANAC
Gerência Técnica de Relações com a Imprensa

Telefones: (61) 3314-4491 / 4493 / 4494 / 4496 / 4497 / 4498 / 4642
Plantão de Imprensa: (61) 9112-8099*
E-mail : jornalismo@anac.gov.br
* das 19h às 9h nos dias úteis e 24h nos finais de semana e feriados

registrado em: , ,