Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Setor Regulado > Profissionais da Aviação Civil > Habilitação > Instrutor de voo IFR e/ou aeronave multimotora
conteúdo

Instrutor de voo IFR e/ou aeronave multimotora

publicado 28/08/2020 09h43, última modificação 02/10/2020 11h57

Para ministrar instrução de voo em aeronaves classe multimotoras e/ou de voo por instrumentos, o instrutor de voo, devidamente habilitado e qualificado, deverá:

1. Possuir, no mínimo, a seguinte experiência:

    • Instrução em aeronaves classe multimotoras: 15 horas de voo como piloto em comando no mesmo modelo de aeronave para a qual pretenda ministrar a instrução de voo. (61.237(b)(4) do RBAC 61).
    • Instrução de voo por instrumentos em aeronave e/ou simulador (IFR): 50 horas de voo por instrumento como piloto em comando. (61.237(b)(5) do RBAC 61).

Observação: Para comprovação das 50 horas de voo por instrumento como piloto em comando somente são consideradas as horas voadas, sob essas condições, em aeronaves de qualquer categoria, em FFS nível 3 ou em FFS nível 4.

2. Possuir o endosso pertinente, realizando o treinamento prévio aplicável, observando o previsto nos itens 5.4.19, 5.4.20, 5.4.21 ou 5.4.22 da IS 61-006G, conforme o caso.

O endosso é obrigatório para os instrutores de voo que completaram a experiência mínima requerida como piloto em comando após aquela data, tendo em vista a vigência da Revisão G da IS 61-006.

 

Regra de transição: consideram-se endossados os pilotos, detentores de habilitação válida de Instrutor de Voo que, até 1º de julho de 2020, já possuíam a experiência mínima requerida como piloto em comando (50 horas em voo por instrumentos para instrução IFR e 15 horas no modelo específico para instrução em aeronave classe multimotora) e que já haviam ministrado instrução de IFR e/ou em aeronave classe multimotora, conforme o caso.

A mesma regra de transição também se aplica aos instrutores de voo vinculados a CIAC – Centro de Instrução de Aviação Civil. Contudo, tais instrutores, a despeito de serem considerados endossados, terão prazo até 29/04/2022 para realizar o treinamento específico de 5 horas, previsto na IS 141-007 (itens 7.6 para instrução IFR e 7.7 para instrução em aeronave multimotora). Não há qualquer impedimento para que os instrutores de CIAC aqui configurados possam continuar a ministrar as instruções de voo IFR e/ou voo em aeronaves multimotoras até a data limite de realização do treinamento aqui citado.

A partir do dia 30/04/2020, para continuar a ministrar os treinamentos IFR e/ou em aeronaves multimotoras, o instrutor de voo, vinculado a CIAC, deve ter comprovado sua aprovação no treinamento específico previsto na IS 141-007.

 

ATENÇÃO:

Nos processos de licenças e habilitações que envolvam esses treinamentos, será verificado o devido cumprimento do requisito de experiência pelos instrutores de voo envolvidos que não possuam endosso registrado na CIV. A verificação se dará mediante análise dos registros contidos na CIV Digital dos instrutores.

Caso a experiência de voo do instrutor tenha sido obtida em aeronave que não seja possível o devido registro na CIV Digital, como por exemplo aeronave militar ou de empresas aéreas certificadas sob RBAC 121 ou 135, é mandatório que  seja inserido, dentre os anexos dos processos em que o instrutor tenha participado na formação do aluno, documento que comprove a experiência de voo requerida. Para tal comprovação são aceitos os seguintes documentos: Relatório de Desimpedimento, para os casos de experiência militar, e Declaração de Horas de Voo emitida por empresa aérea certificada sob RBAC 121 ou 135.

Essa medida visa evitar possíveis indeferimentos nos processos de licenças e habilitações e se faz necessária até que os endossos previstos na IS 61-006G para a realização dessas instruções sejam realizados.

 

Canais de atendimento da GCEP:

Para melhor atendê-lo, as solicitações devem ser encaminhadas pelo canal  Fale com a ANAC.

Sempre que fizer contato, favor fornecer seu CANAC, se possuidor, e/ou número do processo para facilitar a pesquisa.

 

Clique aqui e verifique as diversas orientações e modelos relativos às dificuldades comuns à Habilitação.