Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Páginas Temáticas > Meio Ambiente > Aeródromos Sustentáveis
conteúdo

Aeródromos Sustentáveis

publicado 06/12/2019 10h20, última modificação 15/05/2020 10h50

aero_sustentavel.png

Como parte das iniciativas de promoção do desenvolvimento de um setor aéreo sustentável no Brasil, a ANAC elaborou o projeto “Aeródromos Sustentáveis”, instrumento de incentivo não-regulatório que visa a disseminação de boas práticas de gestão ambiental em aeródromos e o reconhecimento de iniciativas proativas ligadas à sustentabilidade das operações aéreas.

A primeira Edição do projeto “Aeródromos Sustentáveis” foi lançada em dezembro de 2019 por meio do Edital de chamamento público 68/ANAC/2019, que convidou os aeródromos para, voluntariamente, aderirem à participação. Os aeródromos encaminharam seus documentos devidamente preenchidos, conforme formulário contido no Edital, e a ANAC efetuou a avaliação do atendimento aos critérios.

Nesta primeira Edição, os participantes poderiam alcançar um dos três níveis: inicial, intermediário e avançado, de acordo com a pontuação atingida. O Aeroporto Internacional de Salvador (SBSV) se destacou atingindo a maior pontuação entre os participantes

A próxima edição está prevista para o final de 2020. Os aeródromos interessados podem ir se preparando. A adesão é voluntária e gratuita.

Veja aqui os aeródromos participantes, a pontuação atingida, os critérios atendidos e suas respectivas classificações.

 

Critérios de Avaliação

Os critérios de avaliação do projeto possuem pesos diferenciados de acordo com a sua importância em relação aos demais critérios, e para a determinação destes pesos foi utilizada a metodologia AHP (Analytic Hierarchy Process).

Com base na somatória dos pesos dos critérios específicos atendidos pelo aeródromo foi atribuído ao aeródromo um nível de maturidade das atividades ligadas à sustentabilidade das operações aéreas, sendo:

  • Nível Avançado – aeródromos que obtiveram resultado maior ou igual a 75%;
  • Nível Intermediário – aeródromos que obtiveram resultado maior ou igual a 50% e menor que 75%;
  • Nível Inicial – aeródromos que obtiveram resultado maior ou igual a 25% e menor que 50%.

 Ao aeródromo que obteve a maior pontuação entre os participantes foi oferecido este reconhecimento.

 

Conheça mais sobre as iniciativas adotadas pelos Operadores dos aeródromos brasileiros:

a) BH Airport: A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, está sempre atenta à sustentabilidade e investe continuamente em iniciativas que possam contribuir para reduzir a emissão de poluentes e promover o desenvolvimento ambientalmente sustentável. Saiba mais aqui: https://www.bh-airport.com.br/SitePages/pt/bh-airport/responsabilidade.aspx

b) RIOgaleão: Os Programas de Sustentabilidade do RIOgaleão foram desenvolvidos ao longo dos 5 anos de concessão. Atualmente, contamos com 20 iniciativas direcionadas para assegurar a valorização humana, a preservação sociocultural, o atendimento legal e o uso adequado dos recursos ambientais e financeiros. Saiba mais aqui: https://www.riogaleao.com/corporativo/page/sustentabilidade

c) Aeroportos Brasil Viracopos: O Acordo de São Paulo tem como objetivo incentivar empresas a assumirem compromissos de redução de emissão de GEE. A adesão foi voluntária e Viracopos é uma das 101 empresas do Estado que integram o Acordo, o que reforça o compromisso da empresa com iniciativas e práticas sustentáveis. Saiba mais aqui: https://cetesb.sp.gov.br/acordo-ambiental-sao-paulo/

 

Perguntas e respostas

1. A participação no projeto é obrigatória?

Não, a adesão ao projeto é voluntária e a critério do operador aeroportuário ou do proprietário do aeródromo.

2. Quem pode participar?

Podem participar todos os aeródromos civis nacionais, públicos ou privados.

 3. Como participar?

Os interessados deverão enviar o formulário contido neste link para o endereço meioambiente@anac.gov.br até as 18:00h do dia 31 de janeiro de 2020.

 4. A ANAC certificará os aeródromos participantes?

Não. O projeto é um instrumento não-regulatório de incentivo que visa a disseminação de boas práticas de gestão ambiental em aeródromos. Dessa maneira, a ANAC apenas classificará o nível de maturidade da gestão ambiental nos aeródromos de acordo com os critérios do projeto.

 5. Há alguma TFAC associada à participação no projeto?

Não. A participação no projeto é gratuita.

 6. Na descrição da situação esperada para atendimento a um critério específico está indicada uma determinada situação. Esta é a única forma de atender ao critério?

Não. A situação esperada descreve uma forma de atendimento ao critério específico e, em geral, apresenta um exemplo. Situações similares também podem ser utilizadas para atendimento ao critério, desde que o objetivo do critério específico seja atingido com esta outra forma de atendimento.

7. Como será feita a classificação?

Os aeródromos participantes serão avaliados quanto ao atendimento ou não aos critérios definidos para o projeto. Para cada critério atendido o aeródromo receberá a pontuação correspondente, sendo a classificação final definida da seguinte forma:

  • Nível avançado – Aeródromos cuja soma das pontuações obtidas seja maior ou igual a 75%;
  • Nível intermediário – Aeródromos cuja soma das pontuações obtidas seja maior ou igual a 50% e menor que 75%;
  • Nível inicial – Aeródromos cuja soma das pontuações obtidas seja maior ou igual a 25% e menor que 50%. 

    Adicionalmente, o aeródromo que obtiver a avaliação mais alta entre todos os participantes será reconhecido por este fato.

 8. Qual a metodologia utilizada para determinação da pontuação de cada critério?

A metodologia utilizada para determinação da pontuação de cada critério foi a AHP (Analytic Hierarchy Process). A aplicação dessa metodologia contou com a colaboração de avaliadores com experiência de atuação nas áreas de aeroportos e meio ambiente, e pode ser consultada aqui.

 9. Qual a validade dos resultados?

O nível da classificação do aeródromo no projeto "Aeródromos Sustentáveis" e o reconhecimento como o mais bem pontuado de 2019 serão válidos por 1 (um) ano a partir da data de divulgação dos resultados.

10. Como será feita a divulgação dos resultados?

Os resultados serão divulgados no sítio eletrônico da ANAC, e cada aeródromo participante será informado individualmente sobre o seu resultado.

11. Estão previstas ações de fiscalização nos aeródromos no âmbito do projeto Aeródromos Sustentáveis?

Não. O projeto se baseia no processo declaratório e no princípio de confiança entre os entes públicos e privados. Todos os dados enviados pelos aeródromos participantes serão disponibilizados publicamente em formato de relatório consolidado e, em caso de dúvidas sobre a consistência dos dados submetidos, caberá ao aeródromo participante sana-las.

 

Temas em Destaque

 

Publicações