Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 5ª edição da DroneShow tem estande da ANAC e palestra sobre regulamentação

Notícias

5ª edição da DroneShow tem estande da ANAC e palestra sobre regulamentação

Evento sobre aeronaves remotamente pilotadas é realizado entre 15 a 17 de maio em São Paulo
por publicado: 15/05/2018 15h32 última modificação: 15/05/2018 16h58

RPA de piloto licenciado e habilitado pela ANAC é exposto na DroneShow em São Paulo


São Paulo, 15 de maio de 2018 - A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) participa, entre esta terça-feira (15/5) e quinta-feira (17/5), da 5ª edição da feira DroneShow, que é realizada em São Paulo, no Centro de Convenções do Shopping Frei Caneca. Maior evento latino-americano de mercado e desenvolvimento de aeronaves remotamente pilotadas (RPAs), a feira conta com a presença de mais de 50 expositores.

Além de estandes, a programação do evento inclui seminários sobre assuntos diversos. A ANAC fez apresentação sobre a regulamentação e novos mercados de drones. O gerente Técnico de Normas Operacionais da Superintendência de Padrões Operacionais (SPO), Rafael Gasparini, e o especialista em regulação da Superintendência de Aeronavegabilidade (SAR), Rui Carlos Josino Alexandre, palestraram sobre o escopo do Regulamento Brasileiro de Aviação Civil Especial (RBAC-E) nº 94, que completou um ano em vigor em 3 de maio.

Gasparini frisou que o foco do regulamento da ANAC envolve principalmente a viabilização de operações comerciais garantindo a segurança. Ele afirmou também que os estudos do regulamento tiveram base em normas internacionais e no cenário atual do país.

Um ano após a regulamentação dos drones pela ANAC, o Sistema de Aeronaves não Tripuladas (SISANT), gerenciado pela Agência, contabiliza mais de 41 mil RPAs e aeromodelos cadastrados no país. Do total, mais de 26 mil são para uso recreativo e quase 15 mil destinam-se ao uso profissional.

Primeiras licenças e habilitações

A ANAC emitiu, em 9 de maio, as duas primeiras licenças e habilitações para piloto remoto de RPA de asa fixa até 25kg de peso máximo de decolagem, voo BVLOS (fora do alcance visual) e acima de 120 metros de altura – equipamentos da Classe 3. Os pilotos se submeteram a cheque de voo supervisionado por servidor da ANAC. Os drones de asa fixa até 25kg utilizados no cheque pertencem à empresa XMobots e passam por processo de aprovação de projeto na Agência.

As habilitações emitidas são válidas por dois anos, prazo em que deverão ser revalidadas. Após emissão das primeiras licenças, a Superintendência de Padrões Operacionais (SPO) da Agência se dedicará à elaboração da norma que estabelecerá requisitos e procedimentos para a concessão regular desse tipo de licença e habilitação. O documento trará detalhes sobre aplicação de exame teórico, treinamento prático e cheque de voo.

Em complemento à regulamentação vigente, a ANAC vem trabalhando em parceria com fabricantes e operadores de aeronaves não tripuladas para autorizar as operações mais complexas. Para mais informações sobre drones, acesse a página www.anac.gov.br/drones.

Assessoria de Comunicação da ANAC
Gerência Técnica de Relações com a Imprensa
E-mail: jornalismo@anac.gov.br
www.anac.gov.br