Você está aqui: Página Inicial > Notícias > ANAC emite autorização de projeto para drone Arator 5B da XMobots
conteúdo

Notícias

ANAC emite autorização de projeto para drone Arator 5B da XMobots

Concluída na sexta-feira (8/6), certificação desse tipo de aeronave foi a primeira no país
publicado: 11/06/2018 16h04, última modificação: 11/06/2018 16h15

Brasília, 11 de junho de 2018 - A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) emitiu, na sexta-feira (8/6), autorização para o projeto de aeronave remotamente pilotada (RPA) modelo Arator 5B da empresa XMobots. Trata-se da primeira autorização desse tipo de drone emitida no Brasil. O processo de autorização de projeto teve início em 8 de junho de 2017 e envolveu o trabalho de 13 profissionais da XMobots, sendo 5 engenheiros e 8 técnicos.

Para que a autorização fosse emitida, foram necessárias revisões de projeto, processos, manuais e relatórios técnicos. O superintendente de Aeronavegabilidade da ANAC, Roberto Honorato, destacou a importância da aprovação, que marcou a viabilidade do modelo regulatório implementado pelo Regulamento Brasileiro de Aviação Civil Especial (RBAC-E) nº 94, vigente desde maio de 2017.

“O atendimento aos critérios de segurança deve ser encarado como fator essencial para o desenvolvimento do setor. Além da garantia da segurança para a sociedade brasileira, constitui-se aspecto importante para acesso dos projetos brasileiros a mercados internacionais. Temos boas expectativas de crescimento da atividade no futuro breve”, afirmou Honorato. Atualmente, a ANAC avalia seis outros projetos de aeronaves remotamente pilotadas.

De acordo com Giovani Amianti, CEO da XMobots, foram aproximadamente 9.600 horas gastas no processo de certificação do Arator, incluindo desenvolvimento de engenharia, ensaios de laboratório, solo e voo. “Esta autorização de projeto abre portas para o setor, servindo de incentivo para que outros fabricantes também busquem essa autorização para seus equipamentos”, afirmou. Para Amianti, a profissionalização trará mais segurança para as empresas fabricantes, usuários e demais beneficiários da tecnologia.

A autorização expedida na sexta-feira permite que as aeronaves possam receber um Certificado de Aeronavegabilidade Especial de RPA – CAER, indicando a capacidade de a aeronave operar com segurança em voos com alturas maiores que 400 pés (120 metros). Mais informações sobre o processo de autorização de projeto de RPAS podem ser encontradas nas Instruções Suplementares nº E94-001A e nº E94-002A.

Acesse a página de Drones – RPA Classe 3 para obter mais informações para a obtenção de um CAER (clique no link).

Assessoria de Comunicação da ANAC
Gerência Técnica de Relações com a Imprensa
E-mail: jornalismo@anac.gov.br
www.anac.gov.br