Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > ANAC reconhece aeronave Seamax M-22 como ALE Especial
conteúdo

Notícias

ANAC reconhece aeronave Seamax M-22 como ALE Especial

Aeronave fabricada pela Seamax Aircraft Ltda. é o quarto modelo brasileiro a receber o reconhecimento
publicado: 29/04/2019 12h40, última modificação: 29/04/2019 12h40

No dia 17 de abril, a Agência Nacional de Aviação Civil emitiu ofício reconhecendo a aeronave modelo Seamax M-22, fabricada pela Seamax Aircraft Ltda., como Aeronave Leve Esportiva Especial (ALE Especial).

O Seamax M-22 é a quarta aeronave brasileira reconhecida como aeronave leve esportiva e a primeira da Seamax Aircraft Ltda. a receber este reconhecimento. Localizada na cidade de São João da Boa Vista (SP), a empresa já fabricou mais de 150 aeronaves do modelo Seamax M-22, já tendo exportado a aeronave para mais de 20 países.

O processo para o reconhecimento do Seamax M-22 como ALE Especial teve início em janeiro de 2018.

 

Aeronaves Leves Esportivas Especiais

Aeronaves Leves Esportivas Especiais (ALE Especial) são aviões entregues ao operador já prontos e configurados, e que poderão ser utilizados para reboque de planadores, para a realização de voos de instrução em escolas de aviação, como meio de transporte particular e para a prática de atividades aerodesportivas, entre outras funções. Sua manutenção deve ser executada sempre por empresas certificadas ou por mecânicos habilitados. Além disso, a aeronave não pode ser modificada sem aprovação do fabricante ou da autoridade de aviação civil.

O espectro de possibilidades de aplicação dessas aeronaves é bastante amplo e se aproxima da utilização de pequenas aeronaves certificadas. Cabe ressaltar, no entanto, que o reconhecimento de uma aeronave como ALE Especial não se trata de um processo de certificação. Para que um modelo receba esse reconhecimento, o fabricante da aeronave deve apresentar declaração de que seu sistema de qualidade e de que a própria aeronave atendem às normas consensuais da American Society for Testing and Materials (ASTM), conforme determina o Regulamento Brasileiro da Aviação Civil (RBAC) nº 21.

Além da vistoria da aeronave, a ANAC promove a verificação documental amostral e visita técnica aos fabricantes para avaliar se as empresas realizaram as análises e os ensaios exigidos pelas normas consensuais.