Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2018 > ANAC acompanha prestação de serviço da empresa Avianca
conteúdo

Notícias

ANAC acompanha prestação de serviço da empresa Avianca

Passageiros com bilhetes adquiridos devem confirmar voo antes de se dirigirem ao aeroporto
publicado: 11/12/2018 20h35, última modificação: 13/12/2018 16h03

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) informa que está acompanhando a situação da empresa AVIANCA Brasil (OCEANAIR LINHAS AÉREAS S.A), que está em Recuperação Judicial. A Agência já vem solicitando os esclarecimentos necessários sobre a prestação de assistência aos passageiros que poderão ser impactados com eventual reajuste de malha. Caso sejam identificados pontos em desconformidade com as normas da Agência, a ANAC poderá aplicar sanções à empresa conforme o que for constatado.  A ANAC reforça, ainda, o acompanhamento dos requisitos de segurança exigidos para a correta prestação de serviços pela empresa.

Direitos e deveres dos passageiros

De acordo com a Resolução n°400/2016, é dever da companhia aérea informar aos passageiros os motivos de atrasos e cancelamentos de voo. Alterações podem ocorrer até 72h antes do voo, nas quais passageiro e empresa aérea definem a melhor solução para a prestação do serviço previamente contratado.

Caso as alterações de voo ocorram após esse horário ou diretamente no aeroporto, é dever da empresa oferecer aos passageiros, em casos de atraso superior a uma hora do voo, facilidade de comunicação (ligação telefônica, internet e outros); para atraso superior a duas horas, a empresa deverá oferecer alimentação de acordo com o horário; e, para atraso superior a quatro horas, a empresa deverá oferecer hospedagem quando houver necessidade de pernoite. Na hipótese de cancelamento de voo, a empresa aérea deverá reacomodar os passageiros em voos de terceiros ou realizar o reembolso integral das passagens comercializadas.