Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Governo Federal anuncia certificação do Aeroporto de Petrolina, em Pernambuco
conteúdo

Notícias

Governo Federal anuncia certificação do Aeroporto de Petrolina, em Pernambuco

Certificação ampliará a capacidade de exportação do terminal
publicado: 25/09/2017 11h45, última modificação: 29/09/2017 16h18

Em meio às festividades do aniversário de 122 anos da emancipação política do município de Petrolina, no sertão de Pernambuco, celebrada nessa última sexta-feira (22/9), o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, anunciou obras de melhorias na infraestrutura de transportes do estado. Durante visita ao estado, Quintella assinou as ordens de serviço para obras de adequação na rodovia BR-428 e do Contorno Viário da BR-101, e ainda noticiou a certificação operacional do Aeroporto Nilo Coelho, atestando a capacidade operacional do terminal e funcionamento de acordo com as normas de segurança e excelência estabelecidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O diretor-presidente da Agência, José Ricardo Botelho, também acompanhou o anúncio da certificação.  

Para a população da região, a intervenção para o alargamento da rodovia, com a duplicação da Avenida 7 de setembro, em um extensão de quatro quilômetros, é fundamental para a mobilidade urbana do município, garantido mais segurança e praticidade, com a redução de congestionamentos.

Quintella destacou que, embora o cenário de poucos recursos e de dificuldades financeiras que o Brasil tem enfrentado, o Governo Federal está priorizando investimentos em obras que tragam resultados importantes para a população: “Sabemos da importância deste segmento para a mobilidade de Petrolina, com benefícios não apenas aos veículos que por lá trafegam, mas também para os moradores do município. Neste trecho, também temos um contrato de manutenção continuada, um CREMA, que vem garantindo a qualidade da rodovia”, afirmou.

Além da ampliação das pistas do trecho da BR-428, orçada em R$ 5 milhões, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes Terrestres (DNIT), responsável pela execução das obras, também elabora os projetos para a construção de dois viadutos na 7 de Setembro, com previsão de publicação do edital até o final deste ano, com valores estimados em R$ 17 milhões.

BR-101 – Na capital pernambucana, Quintella também assinou a ordem de serviço para as obras no Contorno Viário da BR-101. A obra de R$ 192 milhões, realizada em parceria com o governo do estado, visa a desfazer o trecho crítico da região metropolitana, onde circulam mais de 40 mil veículos/dia.

A obra totalizará 61,4 km, sendo 30,7 km em cada sentido da rodovia, foi iniciada na última quarta-feira (20/9), em um trecho entre os quilômetros 51 e 55 da rodovia e tem previsão de ser concluído em 20 dias.
O ministro destacou, ainda, que o Governo Federal vem priorizando obras que são fundamentais para o desenvolvimento do Nordeste. “O presidente Temer teve sensibilidade ao entender a importância dessa rodovia para todo o Nordeste, e em menos de um ano, retomamos 9 Lotes da BR-101, em Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia, totalizando quase R$ 2,5 bilhões de investimento”, lembrou.

AEROPORTO NILO COELHO – Durante cerimônia, o ministro também anunciou a certificação operacional do Aeroporto Nilo Coelho, que passa a estar em conformidade com as normas de segurança e excelência recomendadas pela ANAC, além de ter comprovada a sua capacidade operacional. Essa Certificação permitirá que o aeroporto opere com aeronaves tipo 747-800, aviões de maior porte, conferindo condições para ampliar a exportação dos produtos da região.

“Esta certificação tem um significado muito importante do ponto de vista econômico. Petrolina é um pólo fruticultor, que antes tinha limitações para a exportação da produção de frutas da região. Mas agora, com a certificação, a partir das medidas de segurança que foram adotadas, o Terminal poderá transportar 40 toneladas a mais. Sem dúvida, um impacto positivo para economia, com diminuição de custos para os produtores, consequentemente, mais competitividade e mais empregos”, afirmou Quintella.

Atualmente, Petrolina é o maior exportador de frutas do Brasil. Em 2016, do Nilo Coelho, foram exportadas 3,2 toneladas de frutas – 90% de manga, além de uva e mamão papaya. O principal destino é Luxemburgo, de onde são feitas as distribuições dos produtos pelo restante da Europa.

“Hoje, o aeroporto atende a mais de 53 municípios nos estados de Pernambuco, Bahia e Piauí, transporta cerca de 500 mil passageiros por ano. Com o certificado obtido, começa agora uma nova etapa de desenvolvimento para toda a mesorregião do São Francisco”, reiterou Quintella.

 

Imagens
Com informações da Assessoria de Comunicação do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil