Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2016 > ANAC interdita helicóptero que fez voo rasante sobre banhistas no Rio Grande
conteúdo

Notícias

ANAC interdita helicóptero que fez voo rasante sobre banhistas no Rio Grande

Infratores serão multados e poderão ter habilitações cassadas
publicado: 04/04/2016 18h17, última modificação: 01/09/2017 11h02

Brasília, 04 de abril de 2016 – A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) identificou o responsável pelo voo rasante sobre banhistas no Rio Grande, divisa entre São Paulo (SP) e Minas Gerais (MG), no domingo dia 27/03. O episódio foi denunciado à Agência, que interditou o helicóptero de matrícula PP-MEV utilizado para realizar o voo. A aeronave só será liberada quando todos os fatos tiverem sido esclarecidos e não haja perigo para a segurança de voo.

 O operador da aeronave foi oficiado e terá que prestar esclarecimentos sobre o ocorrido e sobre quem foi o responsável pelo voo daquele dia. Após confirmação do piloto envolvido, operador e piloto poderão sofrer sanções administrativas como multas e, de acordo com avaliação do caso, habilitações suspensas ou cassadas.

 O caso também será enviado ao Ministério Público Federal para que as penalidades cabíveis em âmbito criminal sejam aplicadas. 

Assessoria de Comunicação da ANAC 
Gerência Técnica de Relações com a Imprensa
E-mailjornalismo@anac.gov.br