Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2014 > Demanda doméstica subiu 0,5% em junho e 6,56% no semestre
conteúdo

Notícias

Demanda doméstica subiu 0,5% em junho e 6,56% no semestre

Número de passageiros pagos cresceu 1,8% no mês passado
publicado: 23/07/2014 14h41, última modificação: 04/08/2017 11h47

Número de passageiros pagos cresceu 1,8% no mês passado

Brasília, 23 de julho de 2014 – Nos primeiros seis meses do ano a demanda (em passageiros-quilômetros pagos transportados – RPK) por transporte aéreo doméstico de passageiros acumulou alta de 6,56%, em comparação ao mesmo período de 2013. Já a oferta (assentos-quilômetros oferecidos – ASK) cresceu de 0,15% no mesmo período. Em junho de 2014, a demanda (em RPK) aumentou 0,5% em comparação a junho de 2013, entretanto, a oferta apresentou queda de 1,5%, no mesmo período. Com o resultado de junho, a demanda doméstica completou nove meses consecutivos de crescimento e alcançou o seu maior nível para o mês nos últimos dez anos.

Entre as principais empresas aéreas brasileiras, a Avianca destacou-se em crescimento da demanda doméstica em junho de 2014, quando comparada com o mesmo mês de 2013, da ordem de 31,2%.  As líderes TAM e GOL registraram retração de 5,2% e 1,9% no mesmo período.

O número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico em junho de 2014 atingiu 7,2 milhões, o maior número para o mês nos últimos dez anos, com alta de 1,8%, em relação a junho de 2013. A GOL foi a empresa que mais transportou passageiros no mercado doméstico em junho de 2014, com 2,64 milhões, seguida pela TAM, com 2,37 milhões, e pela Azul, com 1,59 milhão.

O modal aéreo ampliou a sua participação no transporte interestadual de passageiros em distâncias superiores a 75km no primeiro trimestre de 2014, em comparativo com o modal rodoviário, tendo sido apurada em 62%. Em 2013, o transporte aéreo respondeu por 59% dos passageiros neste mercado.

A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos operados por empresas brasileiras (RPK/ASK) foi recorde para o mês de junho nos últimos dez anos, da ordem de 78,4%. O indicador registrou melhora de 2,0% em relação ao mesmo mês de 2013.

Transporte Aéreo Internacional

Em junho de 2014, a demanda (em RPK) do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas aéreas brasileiras registrou aceleração em comparação com a taxa de crescimento apresentada no mês anterior, com alta de 7,5%, quando comparada com o mesmo mês de 2013. A oferta internacional (em ASK) apresentou o primeiro resultado positivo após oito meses consecutivos de redução, com alta de 0,1%, em junho de 2014. Tanto a demanda quanto a oferta atingiram o seu maior nível para o mês nos últimos dez anos.

O número de passageiros pagos transportados no mercado internacional em junho de 2014 atingiu 490,8 mil, com aumento de 8,8%, em relação a junho de 2013. Trata-se da maior quantidade de passageiros transportados em voos internacionais por empresas brasileiras registrada para o mês de junho nos últimos dez anos.

A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos internacionais de passageiros operados por empresas brasileiras (RPK/ASK) alcançou 81,5%, em junho de 2014, contra 75,8%, no mesmo mês de 2013, representando uma variação positiva de 7,4%. Com o resultado de junho de 2014, o setor registrou o melhor aproveitamento para o mês em nos últimos dez anos.

Os dados mencionados acima estão disponíveis no Relatório de Demanda e Oferta divulgado hoje pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que também contempla informações sobre a quantidade decarga transportadas, a participação de mercado das empresas e um comparativo do transporte rodoviário com o modal aéreo, todas ilustradas por meio de gráficos e considerações.  O relatório pode ser acessado por meio do link a seguir: http://www2.anac.gov.br/estatistica/demandaeoferta/DemandaeOferta.asp

O relatório de Demanda e Oferta do Transporte Aéreo é elaborado com base nas operações regulares e não regulares das empresas brasileiras de serviços de transporte aéreo público de passageiros.

*Principais empresas aéreas brasileiras: foram consideradas aquelas que registraram participação de mercado superior a 1%, em termos de RPK.

Assessoria de Comunicação da ANAC
Gerência Técnica de Relações com a Imprensa
E-mail: jornalismo@anac.gov.br