Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2014 > Demanda doméstica cresce 4,2% em maio
conteúdo

Notícias

Demanda doméstica cresce 4,2% em maio

No mesmo período, oferta apresentou recuo de 1,7%
publicado: 27/06/2014 16h21, última modificação: 10/08/2017 15h30

No mesmo período, oferta apresentou recuo de 1,7%

Brasília, 27 de junho de 2014 – A demanda (em passageiros-quilômetros pagos transportados – RPK) por transporte aéreo doméstico de passageiros cresceu 4,2% em maio de 2014, comparado com o mesmo período do ano passado, dando prosseguimento ao ciclo de alta em RPK, durante oito meses seguidos.  O índice é o maior para o mês nos últimos dez anos.  No entanto, a oferta em (assentos-quilômetros oferecidos – ASK) do transporte aéreo doméstico de passageiros teve recuo de 1,7%, comparada ao mês de maio de 2013. Com o resultado de maio, a demanda doméstica acumulou alta de 7,8% no ano e a oferta acumulou aumento de 0,5%, no mesmo período.

Entre as principais empresas aéreas brasileiras, a Avianca destacou-se com a taxa de crescimento da demanda doméstica em maio de 2014, quando comparada com o mesmo mês de 2013, da ordem de 25,2%, respectivamente.

A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos operados por empresas brasileiras (RPK/ASK) foi recorde para o mês de maio nos últimos dez anos, da ordem de 78,5%. O indicador registrou melhora de 6,0% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Transporte aéreo internacional

Em maio de 2014, a demanda (em RPK) do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas aéreas brasileiras registrou crescimento de 2,3%, recorde para o mês nos últimos dez anos. Apesar disso, a taxa de crescimento apresentou desaceleração em comparação ao mês anterior. Em abril, o crescimento da taxa foi de 5,7% contra 2,3% registrados em maio. A oferta internacional (em ASK) manteve o comportamento de queda dos seis meses anteriores, com diminuição de 4,5% em maio de 2014.

A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos internacionais de passageiros operados por empresas brasileiras (RPK/ASK) alcançou 83,0% em maio de 2014, contra 77,5%, no mesmo mês de 2013, representando uma variação positiva de 7,1%. Este, foi o oitavo mês consecutivo de aumento no indicador, que atingiu o seu maior nível para o mês de maio nos últimos dez anos.

Os dados mencionados acima estão disponíveis no Relatório de Demanda e Oferta divulgado hoje pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que também contempla informações sobre a quantidade de passageiros transportados, a participação de mercado das empresas e um comparativo do transporte rodoviário com o modal aéreo, todas ilustradas por meio de gráficos e considerações.  O relatório pode ser acessado por meio do link a seguir: http://www2.anac.gov.br/estatistica/demandaeoferta/DemandaeOferta.asp.

O relatório de Demanda e Oferta do Transporte Aéreo é elaborado com base nas operações regulares e não regulares das empresas brasileiras de serviços de transporte aéreo público de passageiros.

*Principais empresas aéreas brasileiras: foram consideradas aquelas que registraram participação de mercado superior a 1%, em termos de RPK.

Assessoria de Comunicação da ANAC
Gerência Técnica de Relações com a Imprensa
E-mail: jornalismo@anac.gov.br