Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2013 > Demanda doméstica cai 0,56% em setembro
conteúdo

Notícias

Demanda doméstica cai 0,56% em setembro

Transporte internacional cresceu 3,07% no mesmo período
publicado: 25/10/2013 16h49, última modificação: 21/08/2017 12h50

Brasília, 25 de outubro de 2013 – A demanda do transporte aéreo doméstico de passageiros (passageiros-quilômetros pagos transportados – RPK) e a oferta do transporte aéreo doméstico (assentos-quilômetros oferecidos – ASK) registraram, em setembro deste ano, queda de 0,56% e 2,94%, respectivamente, quando comparadas ao mesmo mês de 2012.

Após nove anos consecutivos de crescimento da demanda doméstica para setembro, trata-se da primeira redução para o mês. Com este resultado, os índices acumulam queda nos nove primeiros meses do ano, de 0,07% na demanda e de 4,37% na oferta,  quando comparados ao mesmo período do ano anterior.

Entre as principais empresas aéreas brasileiras*, a Azul Linhas Aéreas e a Avianca destacaram-se com as maiores taxas de crescimento de demanda doméstica em setembro de 2013, quando comparadas ao mesmo período de 2012, com alta de 34,72% e 33,49%, respectivamente.

O Grupo Tam registrou redução em sua participação no mercado doméstico em 2,22% no comparativo entre setembro de 2013 e setembro de 2012, passando de 40,80% para 39,89%. A Gol obteve aumento de 5,59% em sua participação no mesmo período, subindo de 33,57% para 35,45%.

A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos de passageiros (RPK/ASK) atingiu o melhor nível para o mês de setembro desde o início da série Dados Comparativos, em 2000, tendo alcançado 77,42%. Quando comparada com a taxa de aproveitamento das aeronaves do mesmo mês do ano anterior, houve melhora de 2,45%.

No período de janeiro a setembro de 2013, o aproveitamento doméstico foi de 75,24%, frente a 72% do mesmo período de 2012, o que representou crescimento de 4,5%. Entre as maiores empresas aéreas brasileiras, as maiores taxas de aproveitamento doméstico em setembro de 2013 foram alcançadas por Avianca e Grupo Tam, com 81,82% e 81,04%, respectivamente.

Transporte aéreo internacional

A demanda do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas aéreas brasileiras apresentou crescimento de 3,07% em setembro de 2013, quando comparada com o mesmo mês de 2012. A oferta internacional registrou aumento de 5,08% no mesmo período.

A demanda e oferta internacional das empresas brasileiras alcançaram o seu maior nível desde o início da série, em 2000, registrando crescimento há onze meses consecutivos, ou seja, desde novembro de 2012. O Grupo Tam e a Gol registraram alta de 1,26% e 18,99%, respectivamente, na demanda por transporte aéreo internacional em setembro de 2013, quando comparada a setembro de 2012.

No acumulado de janeiro a setembro deste ano, a demanda internacional cresceu 4,28%, e a oferta internacional teve alta de 10,59%, ambas comparadas com o mesmo período de 2012.

Em relação à participação de mercado, o Grupo TAM e a GOL representaram a totalidade das operações de empresas brasileiras no transporte aéreo internacional de passageiros em setembro de 2013, com 88,15% e 11,85%, respectivamente.

A taxa de aproveitamento dos voos internacionais de passageiros operados por empresas brasileiras (RPK/ASK) alcançou 81,21% em setembro de 2013, contra 82,80% do mesmo mês do ano anterior, registrando queda de 1,92%. A taxa de aproveitamento em voos internacionais tem caído há 12 meses consecutivos, desde outubro de 2012. Ainda assim, a taxa de setembro foi a melhor alcançada neste ano.

Os Dados Comparativos são elaborados com base nas operações regulares e não regulares das empresas brasileiras concessionárias dos serviços de transporte aéreo público de passageiros. Mais informações podem ser obtidas no relatório de Dados Comparativos, publicados hoje pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), disponível no endereço: http://www.anac.gov.br/assuntos/setor-regulado/empresas/envio-de-informacoes/relatorio-demanda-e-oferta-do-transporte-aereo-empresas-brasileiras.

*Principais empresas aéreas brasileiras: foram consideradas aquelas que registraram participação de mercado superior a 1%, em termos de RPK.

Assessoria de Comunicação da ANAC
Gerência Técnica de Relações com a Imprensa
Telefones: (61) 3314-4491 / 4493 / 4494 / 4496 / 4497 / 4498 / 4642
Plantão de Imprensa: (61) 9112-8099
E-mail: jornalismo@anac.gov.br
www.anac.gov.br

* das 19h às 9h nos dias úteis e 24h nos finais de semana e feriados