Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2011 > Relatório de Desempenho Operacional dos Aeroportos
conteúdo

Concessões

Relatório de Desempenho Operacional dos Aeroportos

Primeiro Relatório de Desempenho dos Aeroportos
publicado: 15/02/2011 17h42, última modificação: 07/03/2017 16h54

Relatório de Desempenho dos Aeroportos

Primeiro Relatório de Desempenho Operacional dos Aeroportos

O Relatório de Desempenho Operacional dos Aeroportos apresenta os resultados financeiros das atividades aeroportuárias e as metas de eficiência a serem atingidas pelos aeroportos operados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária – INFRAERO, em cumprimento ao disposto no art. 25 da Resolução nº 180, de 25 de janeiro de 2011. Tais informações são complementadas com demonstrações de receitas e custos, com os índices de produtividade utilizados para o cálculo das metas de eficiência e com a demonstração do subsídio cruzado existente entre as categorias aeroportuárias.

A publicação desses dados permite o acesso, por parte de órgãos públicos e da sociedade, às informações de custos e receitas dos aeroportos administrados pela INFRAERO, além de servir como subsídio a pesquisas sobre o tema.

A primeira seção apresenta os dados financeiros, que estão exibidos em três subseções. Na primeira, são exibidos as receitas, os custos e os resultados, agrupados por aeroporto. Na segunda, são exibidos os mesmos dados, porém com valores agrupados por categoria. Na terceira subseção, são demonstrados os custos de cada categoria, agrupados por natureza de despesa, sendo os custos da Categoria 1 detalhados por cada aeroporto.

Os índices de produtividade e as metas de eficiência encontram-se na seção seguinte, sendo uma subseção para cada tópico. Em ambas, são exibidas as fórmulas de cálculo de cada índice ou meta e são demonstrados os valores obtidos para cada aeroporto, agrupados de acordo com sua respectiva categoria.

Por fim, estão na última seção os números referentes aos subsídios cruzados existentes entre as categorias aeroportuárias. O subsídio cruzado consiste em ratear, entre as categorias aeroportuárias, a receita total de cada atividade aeroportuária e não-regulada, na proporção dos custos da categoria, conforme metodologia descrita no Anexo I da Resolução nº 180, de 2011. Para demonstrar como o subsídio ocorre, são apresentados os resultados por atividade aeroportuária, as receitas e os custos da sede e das superintendências regionais da INFRAERO, os rateios de receita por atividade e o resultado por atividade após o rateio.

Acesse o Relatório.