Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2011 > Dados comparativos
conteúdo

Concessões

Dados comparativos

Crescimento do transporte aéreo se mantém em janeiro
publicado: 14/02/2011 16h18, última modificação: 14/03/2017 17h48

Crescimento do transporte aéreo se mantém em janeiro

 

A demanda por transporte aéreo no mercado doméstico cresceu 16,43% em janeiro de 2011, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Manteve-se o comportamento de crescimento do mercado, mas em ritmo menor, já que em janeiro de 2010 a alta foi de 31,6% sobre janeiro de 2009. Os Dados Comparativos Avançados foram divulgados hoje pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e estão disponíveis na Internet: https://www.anac.gov.br/assuntos/dados-e-estatisticas/demanda-e-oferta-do-transporte-aereo (veja tabela anexa).

A oferta de assentos por parte das companhias áreas também cresceu 13,8% nos voos domésticos em janeiro de 2011, antes o mesmo mês do ano anterior. No mesmo período, a taxa de ocupação passou de 76,87% para 78,65%.

No mercado internacional também houve aumento da demanda para as companhias aéreas brasileiras, com alta de 11,48% sobre janeiro do ano passado. A oferta de assentos foi maior, com incremento de 14,11%, com isso a taxa de ocupação nas rotas internacionais operadas pelas empresas brasileiras oscilou de 79,65% para 77,82%.

O Grupo TAM (que compreende a TAM e a Pantanal) mantém-se na liderança do setor, ocupando 85,2% do mercado internacional operado pelas empresas brasileiras e 43,35% do mercado doméstico, seguido pela Gol/Varig, com 37,27% nos voos domésticos e 13,35% nos internacionais.

As empresas de menor porte representam 19,38% do mercado interno, com participação de 7,74% da Azul, 5,53% da Webjet, enquanto a Avianca (2,54%) e a Trip (2,51%) têm-se se revezado na disputa da quinta posição no transporte aéreo brasileiro. Entre as seis maiores empresas nacionais, a Webjet foi a única a registrar queda de demanda no mês de janeiro, embora pequena, de 2,64%.

Entre em contato com a Assessoria de Imprensa da ANAC