conteúdo

Comissário de Voo

publicado 11/03/2016 14h15, última modificação 07/07/2016 16h31

Para conseguir a licença de comissário de voo (CMS), o candidato deverá ter 18 anos, 2º grau completo e frequentar uma Unidade de Instrução Profissional (entidade homologada pela ANAC), a fim de cumprir o Programa de Instrução Teórica e Prática estabelecido no Manual de Curso de Comissário de Voo (MMA 58-11, de 28 março 1995), com carga horária total, mínima, de 138 horas-aula.

 

Requisitos para a licença:

  • Ter completado 18 anos
  • Ter concluído com aproveitamento o 2º grau (ensino médio)
  • Ter sido aprovado em curso homologado pela ANAC
  • Ter sido aprovado em banca de exames da ANAC
  • Ter o Certificado de Capacidade Física (CCF) 2º classe, válido – segundo o RBHA 67

 

Consulte o item 63.65 do RBHA 63.

Para fins de Licença e habilitação consulte os requisitos previstos nos itens 63.69, 63.71 e 63.75 do RBHA 63.

Depois de passar pelo ensino-aprendizagem e aprovado por uma das Escolas homologadas, o candidato deverá submeter-se às provas que compõem o exame da ANAC.

Após a aprovação neste exame, o candidato poderá ingressar em uma empresa aérea, segundo critérios de seleção da própria empregadora.

Admitido, o candidato contratado deverá receber instruções teórica e prática sobre o equipamento (avião), em uma aeronave propriamente dita (no solo) ou em um "mock-up" (simulador), específicas para o tipo de aeronave na qual o aluno irá habilitar-se, num total mínimo de 27 horas-aula.

A empresa oferecerá estágio em voo de, no mínimo, 15 horas, sendo que, destas, deverá ser destinada 1(uma) hora para realização de cheque (exame prático) aplicado por profissionais credenciados pela ANAC.

Comprovado o estágio em voo e ocorrendo a aprovação no cheque, a empresa solicitará à ANAC ou nas Unidades Regionais, a expedição da licença e do Certificado de Habilitação Técnica (CHT) do contratado, com os quais, você, agora Comissário, poderá desempenhar suas atividades profissionais.

 

Formulários e modelos