conteúdo

Relatório de Tarifas Aéreas Domésticas

O Relatório de Tarifas Aéreas Domésticas tem o objetivo de propiciar o acompanhamento das tarifas aéreas efetivamente vendidas ao público adulto em geral para viagens em território nacional e de subsidiar a realização de estudos sobre o transporte aéreo.

A sua primeira divulgação ocorreu em outubro de 2009, sob o nome de Relatório de Yield Tarifa, com dados do período de janeiro de 2002 a setembro de 2009.

Além do relatório, estão disponíveis os valores com detalhamento por pares de Região, relativos os períodos de 2014 a 2017, e por Unidade da Federação (UF) do país, desde o período de 2014, bem como a base dos microdados registrados pelas empresas aéreas na ANAC.

 

A partir dos dados do 1° trimestre de 2018, os valores das tarifas aéreas domésticas por UF estão sendo publicados juntamente com Relatório de Tarifas Aéreas Domésticas.

Os valores das tarifas aéreas domésticas comercializadas por pares de Região e por UF correspondem a apenas um sentido da viagem, ida ou volta, independentemente de escalas ou conexões.

Quando os valores são expressos termos reais, a atualização é com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do último mês apresentado.

O conjunto de linhas domésticas com tarifas aéreas monitoradas variou ao longo do tempo, tendo sido 63 inicialmente estabelecidas pela Portaria nº 1213/DGAC/2001, que vigorou no período de agosto de 2001 a abril de 2004, e 67 linhas estabelecidas pela Portaria nº 447/DGAC/2004, que vigorou de maio de 2004 a junho de 2010.

A partir de julho de 2010, quando entrou em vigor a Resolução nº 140/2010, expedida pela ANAC, as tarifas aéreas de todas as linhas domésticas passaram a ser acompanhadas.

As informações disponibilizadas estão organizadas em dois grupos:

- Conjunto de linhas aéreas domésticas monitoradas desde 2002, que se trata da interseção entre os rols de linhas aéreas monitoradas pelas Portarias nº 1213/DGAC/2001 e  nº 447/DGAC/2004.
- Dados de todas as linhas aéreas domésticas cujas tarifas aéreas foram registradas na autoridade de aviação civil.

Mais informações a respeito do acompanhamento das tarifas aéreas domésticas podem ser acessadas através dos links no painel à direita desta página.

Dúvidas, críticas e sugestões a respeito do relatório Tarifas Aéreas Domésticas poderão ser registradas no Fale com a ANAC ou por meio da central de atendimento 163.