Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Dados e Estatísticas > Mercado de Transporte Aéreo > anuario do transporte aereo
conteúdo

Anuário do Transporte Aéreo

publicado 16/03/2016 09h12, última modificação 06/03/2017 08h47

O Anuário do Transporte Aéreo foi publicado pela primeira vez no Brasil em 1972, pelo Departamento de Aviação Civil (DAC) do Comando da Aeronáutica. Porém, antes do Anuário já eram publicados diversos relatórios setoriais que traziam informações, dados e séries temporais com os dados estatísticos e econômicos do setor.

Originalmente, o Anuário era publicado em edição única. Porém, a partir do início da década de 80, o DAC optou por desmembrar o Anuário em dois volumes. No Volume I passaram a ser publicados os dados estatísticos, incluindo informações de tráfego, frota, pessoal, cidades atendidas, entre outros. O Volume II continha dados econômicos, com informações sobre receitas, despesas, resultados, situações patrimoniais, entre outras informações das empresas aéreas e da indústria.

Atualmente, o Anuário do Transporte Aéreo é elaborado e divulgado pela Gerência de Acompanhamento de Mercado (GEAC) da Superintendência de Acompanhamento de Serviços Aéreos (SAS/ANAC). Os dados apresentados são fornecidos pelas empresas aéreas em atendimento à regulamentação vigente e passam por diversos procedimentos de auditoria antes da publicação definitiva.

Essas informações são fundamentais para o bom desempenho das atividades de análise, planejamento e desenvolvimento de estudos que têm contribuído para a evolução do setor de transporte aéreo. Os dados são utilizados por entidades públicas e privadas na elaboração de trabalhos para o direcionamento dos investimentos e elaboração de políticas públicas. Além disso, servem de base para a tomada de decisões no campo mercadológico, como prospecção de mercado, planejamento de frota, ações concorrenciais etc.

Críticas, dúvidas e sugestões

Para acessar os Anuários do Transporte Aéreo.

Legislação relacionada: Resolução ANAC nº 110/2009, art. 39, inciso X, e Portaria 1750/SAS/2015, arts. 8º e 9º.

Periodicidade: Anual (no segundo semestre do ano seguinte ao de referência).